quarta-feira, 29 de Fevereiro de 2012

Histórias para adormecer - Autor: Mário Sala Gallini

A Formiga Margarida de Cabelo Comprido










Ilustrações da história - 1.º B

segunda-feira, 27 de Fevereiro de 2012

Exposição de Origami

Origami - Professora Sandra Caetano

Flores, Folhas, Caracóis e Libélula

Aves

Animais

sexta-feira, 24 de Fevereiro de 2012

Exposição de Caravelas Portuguesas

Caravela
A caravela foi uma embarcação criada pelos portugueses e usada por eles e também pelos espanhóis durante a Era dos Descobrimentos, nos séculos XV e XVI.

Exposição de Caravelas Portuguesas feitas pelos alunos - 4.º A - professora Marta Raimundo

Pedro Duarte Gomes

Diogo Sanches Cartas

Samuel George Brown

Jéssica Filipe Felícia

Inês Coelho Martins

Marta Filipa Sustelo Aleixo

Daniel Queimado Reis

Tiago João Guerreiro Filipe

João Diogo Mariquito de Carvalho

Ana Rita Portugal

Susan Edit Arias Males

Diana Gomes

sábado, 11 de Fevereiro de 2012

Semana da Ásia - 13 a 17 de Fevereiro








Tufão nos Mares da China de Ana Maria Magalhães, Isabel Alçada
As férias numa ilha do Pacífico são interrompidas por um dos mais violentos fenómenos da Natureza: um tufão! Sugados pela fúria do vento em remoinho, Ana, João e Orlando são atirados para uma praia deserta e só não morrem porque são salvos graças à ajuda de pescadores chineses. Quando recuperam os sentidos estão em Macau ao cuidado de missionários jesuítas. Mas a segurança era aparente, pois vários navios holandeses fundeados no rio das Pérolas já apontavam os canhões para um ataque à cidade. Torna-se urgente reunir forças, proteger mulheres e crianças e... consultar um adivinho!


Uma Aventura em Macau de Ana Maria Magalhães, Isabel Alçada
Macau fica na China. E na China é tudo diferente. Quando o grupo é seleccionado para esta longa viagem fica delirante. À chegada as coisas complicam-se porque nenhum deles fala chinês, não conseguem comunicar e perdem-se no emaranhado de ruas labirínticas repletas de painéis tão vermelhos e tão dourados que acabam por se tornar assustadores. Quem lhes vale é Tang, um rapaz simpático que se prontifica a servir de guia.
Tudo parecia bem encaminhado quando começam a ser perseguidos por um bando vestido à oriental que os ataca sem motivo e os bombardeia com o número 14, que na China é considerado número de azar, sinal de morte certa.

Tintin no Tibete de Hergé
Em férias numa estação alpina, Tintin lê num jornal que um avião caiu no Nepal. Nessa noite, Tintin sonha com Tchang, um grande amigo, que pedia socorro. Logo depois, descobre que naquele avião que se dirigia à Europa se encontrava o jovem chinês Tchang.
Tintin, convencido pelo seu sonho que o amigo sobreviveu ao acidente aéreo, parte à sua procura, acompanhado pelo Capitão Haddock.

 

Trajes tradicionais da Ásia

Fantoches de papel e cartão, pintados pelas crianças com os trajes tradicionais de alguns países da Ásia.




Quimono japonês

Chapéus típicos da Coreia

Traje tradicional da Birmânia

Menina chinesa

Menino chinês


ORIGAMI ARTE TRADICIONAL JAPONESA

Japão
Origami (do japonês: 折り紙, de oru, "dobrar", e kami, "papel") é a arte tradicional e secular japonesa de dobrar o papel, criando representações de determinados seres ou objetos com as dobras geométricas de uma peça de papel, sem cortá-la ou colá-la.
O origami usa apenas um pequeno número de dobras diferentes, que no entanto podem ser combinadas de diversas maneiras, para formar desenhos complexos. Geralmente parte-se de um pedaço de papel quadrado, cujas faces podem ser de cores ou estampas diferentes, prosseguindo-se sem cortar o papel.

Origami coração marcador de livros
As crianças aprenderam passo a passo a fazer um coração origami marcador de livros, para marcar a data do dia dos namorados, em plena semana da Ásia utilizou-se o Origami.
Se quiseres tentar fazer de novo, este vídeo pode ajudar-te.
                           

TAJ MAHAL - Agra,  Índia
O Taj Mahal (em hindi ताज महल, persa تاج محل)

Clica neste link e poderás viajar até este monumento


Uma das 7 maravilhas do mundo
Durante séculos, o Taj Mahal inspirou poetas, pintores e músicos que tentaram capturar a sua magia em palavras, cores e música. Viajantes cruzaram continentes inteiros para ver esta esplendorosa beleza, sendo poucos os que lhe ficaram indiferentes.

         Lenda do Taj Mahal 
♥É uma linda história de amor !!!♥

Era uma vez um rei que gostava muito da sua esposa. Quando, nasceu o 14º filho, ela morreu. Então, o rei mandou vir 22 mil trabalhadores para construir o TAJ MAHAL, com mármores brancos e outras peças de grande riqueza, em memória da sua amada. E hoje, o Taj Mahal é conhecido no mundo inteiro.
Gostaram? Esta é a história deste belíssimo monumento situado na Índia!!!,

O nosso Taj Mahal em 3D,  construído na presença das crianças para conhecerem mais de perto uma das 7 maravilhas do mundo



"A CEREJEIRA DA LUA E OUTRAS HISTÓRIAS CHINESAS"
Autor: António Torrado

Visita da professora Helena Correia da EBSA, que se voluntariou para nos contar esta magnífica história de António Torrado 


O jovem imperador Meng-Uóng alimenta um desejo secreto: quer ir à Lua. Tien-o-Tzé, aio e mestre do imperador, adivinha-lhe o desejo e procura concretizá-lo.
Tentam vários meios. Primeiro equilibrados num raio de luar. Depois suspensos na corda presa a uma seta que o exímio archeiro Hau-Ngai lança.
Finalmente, o sonho do imperador de ir à Lua concretiza-se no puro ato da imaginação: fechando os olhos e agarrando o bordão de cerejeira.
A cerejeira da Lua, confrontam-nos com a sabedoria oriental em torno da dimensão humana e da importância do sonho.


TANGRAM
"Não se conhece ao certo a origem do tangram. Nem a data de concepção, ou sequer o seu inventor. A referência mais antiga é de um painel em madeira, de 1780 de Utamaro com a imagem de duas senhoras chinesas a resolver um tangram. Em chinês, o tangram é conhecido como Ch i ch iao t u, ou as Sete Peças Inteligentes. A mais antiga publicação com exercícios de tangram é do inicio do século XIX. Chegou rapidamente aos EUA e à Europa e ficou conhecido como o puzzle chinês. Desde então, são criados tangrams em todos os tipos de materiais, desde cartão a pedra, plástico ou metal. A Enciclopédia de Tangram foi escrita por uma mulher, na China, há 130 anos atrás. É composta por seis volumes e contém mais de 1700 problemas para resolver.
Uma outra versão para o seu surgimento diz que um chinês chamado Tan deixou cair uma tábua quadrada de argila, a qual teria se partido em sete pedaços. Enquanto tentava juntá-los para formar novamente o quadrado, teria composto várias outras formas. Ainda hoje o Tangram é muito utilizado um pouco por todo o mundo, especialmente por professores no ensino de geometria.

A sua simplicidade, e capacidade de representar uma tão grande variedade de objectos, mas ao mesmo tempo dificuldade em resolvê-los explica um pouco a mistica deste jogo."

CHINA




Os alunos pintaram as peças de TANGRAM, recortaram-nas e construíram um painel com figuras feitas com as 7 Peças Inteligentes.



PANDA GIGANTE


Quem nunca teve um panda de peluche? Eles são fofinhos, lindos e uma delícia de apertar. Pandas, de peluche fazem a alegria de milhões de crianças em todo o mundo. Mas infelizmente a vida dos verdadeiros pandas estão a correr risco. Os pandas da Ásia estão ameaçados de extinção. Se esta situação continuar como está, em poucos anos só existirão os pandas de peluche.

Os pandas gigantes têm o pêlo preto e branco, com manchas pretas à volta dos olhos. Alimentam-se principalmente de rebentos de bambu, mas também podem comer peixes ou roedores.
Como os rebentos de bambu não são muito energéticos, os pandas gigantes não hibernam.
Um panda gigante adulto pode chegar a medir 1,5 m de comprimento e a pesar cerca de 140 kg!
Os pandas fêmeas dão à luz uma vez por ano. Na maioria das vezes, nascem apenas duas crias. Esta é uma das razões pelas quais os pandas se encontram em vias de extinção. Na verdade, pensa-se que já só existam cerca de 600 a 1000 pandas gigantes no mundo. Os pandas gigantes vivem nas encostas das montanhas da China Ocidental e do leste do Tibete. Passam o dia a descansar, a comer e a procurar alimento.
Neste carnaval, época de folia e animação, decidimos homenagear estes maravilhosos animais da Ásia com estas bonitas máscaras de pandas feitas pelas crianças. 

terça-feira, 7 de Fevereiro de 2012

71º Programa - Nelson Moniz - DIZER POESIA



Dizer Poesia - um programa de Isabel Branco, na RDP Internacional - às 3ªs feiras (às 22.45h); 5ªs (às 03.30h) e 6ªs (às 00.30h) - 71º Programa (02 e 03.02.2012): Nelson Moniz_Farrapos de luz; Tua voz primeira; Lava e mar - Meu_Se cada criança...

segunda-feira, 6 de Fevereiro de 2012

14 de Fevereiro - Dia dos Namorados

Concurso: Escreve uma carta a alguém que tu gostes. Sê criativo, a carta mais bonita será vencedora!



Uma criança escreveu para o dia dos namorados:

Caminho no deserto que encontrei,
está vento e eu tento seguir os teus passos.
Mas com o vento as pegadas desaparecem.
O vento acabou e de súbito o amor diz:
segue a minha voz e encontrarás a tua musa.
Quando cheguei lá, estavas tu
com a alma de ouro, a música nos lábios
e uma guitarra nas mãos.
Quando te vi o meu coração bateu
com mais força e eu pensei:
Nunca te irei largar.
Agora abandonaste-me,
e caminho na tempestade
e recordo a tua alma.

13/02/2012

(Dedicado a uma pessoa especial)

Ruben, 9anos 4.º C



Parabéns Pedro Baptista a tua carta foi a vencedora!

Prémio: Um caderno personalizado para escreveres muitas histórias.

quarta-feira, 1 de Fevereiro de 2012

Livro Mistério de Fevereiro

Vamos lá ler!

Descobre o livro a que pertence este excerto:

« Mas não tinha encontrado outras palavras para lhe dizer que tinha muita pena dela, ali de pé na sala de jantar, na sua farda azul, sem poder rir nem sequer quando o avô Manel contava as histórias do Rintintim, sem poder chorar nem sequer quando o Isidoro não lhe aparecia nas tardes de domingo.»
Autor: Alice Vieira
ALICE VIEIRA nasceu em 1943 em Lisboa. É licenciada em Germânicas pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, e Jornalista.

Recebeu em 1979 o prémio de literatura infantil Ano Internacional da Criança, prémio este iniciativa da Caminho, com Rosa, Minha Irmã Rosa e, em 1983, com Este Rei Que Eu Escolhi, o Prémio Calouste Gulbenkian de Literatura Infantil.

Alice Vieira é hoje uma das mais importantes escritoras portuguesas para jovens, tendo ganho grande projecção nacional e internacional, de que são exemplo as tiragens dos seus livros – mais de 350 000 exemplares editados em Portugal – e as edições no estrangeiro das suas obras, nomeadamente na Checoslováquia, Espanha (em línguas castelhana e catalã), Brasil e proximamente na Hungria, RFA e URSS.

Seguidores

Loading...